Domingo, 29 de Janeiro de 2012

A acção da polícia política

Imagina o que seria, na tua escola, teres uma opinião diferente da dos teus professores e da dos teus colegas e, só por isso, seres fechado numa sala ou numa arrecadação como forma de castigo por pensares de forma diferente. Mas em Portugal, um pouco por toda a parte, era o que acontecia.

Para isso era preciso que houvesse uma polícia que vigiasse os movimentos e as opiniões das pessoas e que as fizesse terem medo de pensar de forma diferente. (...)

A PIDE não tinha só agentes, chefes de brigada e inspectores. Também tinha uma impressionante rede de informadores por todo o país (...).

Durante muitos anos foram presas milhares de pessoas só por defenderem pontos de vista diferentes dos oficiais. Para os guardar bem guardados havia várias prisões. As mais temidas eram as de Caxias, de Peniche e o campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde. Muitas pessoas que lá entraram não saíram com vida. Os jornais nunca puderam noticiar essas mortes.

 

José Jorge Letria, O 25 de Abril Contado às Crianças... e aos Outros, Terramar, 2004

historia8alustosa às 00:08
| Comentar

A educação e a Mocidade Portuguesa

 



 

  1. Com base nos documentos analisados, parece-te que a Legião Portuguesa e a Mocidade Portuguesa eram, ou não, organizações de um regime fascista? Justifica
historia8alustosa às 00:06
| Comentar

A Constituição de 1833

 



 

  1. Compara as constituições de 1911 e de 1933 e refere o órgão que tinha mais poderes durante a I República e a na ditadura salazarista.
  2. Explica essa diferença.
historia8alustosa às 00:05
| Comentar

Salazar e o fascismo

historia8alustosa às 00:03
| Comentar

Salazar, Salvador da Pátria

 



 

  1. Com base nos documentos analisados, explica a ascensão de Salazar ao poder.
historia8alustosa às 00:02
| Comentar

António de Oliveira Salazar

historia8alustosa às 00:01
| Comentar

A nova ordem

Saboreio a expressão que salta da pena de não sei quem ao examinar o contraste vivo da nossa desordem de ontem e do nosso viver de hoje: o primeiro, agitação permanente, mutações rápidas da cena política, desordens na rua e nos espíritos, anarquia e insuficiência dos serviços, falta de segurança das pessoas e dos bens, descréditos e ruína da economia, atraso geral, muitas revoluções, nenhuma revolução; depois a Ditadura, que estabelece a paz, assegura firmemente a ordem, saneia a atmosfera moral, cerca de dignidade a acção política, desenvolve a economia, faz subir o nível de vida das populações rurais, proporciona o trabalho, organiza em obediência ao interesse comum os diferentes interesses materiais e morais da Nação, cobre-se de prestígio no mundo.

 

Salazar, Discursos de 1934

 

  1. Segundo Salazar, quais são as vantagens da Ditadura.
historia8alustosa às 00:01
| Comentar
Sábado, 28 de Janeiro de 2012

Irmãos de Armas (2001)

 

historia8alustosa às 00:19
| Comentar

A Lista de Schindler, Steven Spielberg (1993)

 



  1. Visiona e analisa o filme “A Lista de Schindler”, de Steven Spielberg.
  2. Apresenta as tuas conclusões à turma e promove um debate.
historia8alustosa às 00:18
| Comentar

Campo de concentração de Dachau

Em Maio, o campo conta com 1200 prisioneiros, entre eles membros dos partidos social-democrata e comunista, católicos, juristas e médicos judeus.

1941: 3250 prisioneiros são mortos nas câmaras de gás.

1942: chegam prisioneiros de guerra soviéticos. Entre 13 a 15 mil foram fuzilados.

 

Nico Rosi, Campo de concentração de Dachau

 

  1. Haverá alguma relação entre o racismo nazi e a situação descrita no campo de concentração de Dachau? Justifica.
  2. Comenta a informação transmitida por Nico Rosi.
historia8alustosa às 00:15
| Comentar

Auschwitz

Em Auschwitz, pelo menos dois milhões e meio de pessoas foram mortas nas câmaras de gás e outro meio milhão morreu de fome e doenças. (...)

Lá trabalhavam dois médicos das S.S. que examinavam todos os que chegavam ao campo. (...) Os aptos para o trabalho ficavam no campo, os outros eram enviados para as câmaras. As crianças de pouca idade eram sempre enviadas para a morte, visto que não podiam trabalhar. Queríamos que toda a acção fosse mantida em segredo, mas o cheiro originado pela incineração dos cadáveres inundava toda a região.

 

Declaração de Rudolf Franz Hoss no Julgamento de Nuremberga, 1946

 

  1. Refere o critério de selecção seguido pelos médicos das S.S.
  2. Como reagirias, hoje, se tivesses conhecimento de situações semelhantes às que se viveram nos campos de concentração?
historia8alustosa às 00:13
| Comentar

Gueto de Varsóvia, 1940

 

 

  1. Porque razão os nazis perseguiam os Judeus?
historia8alustosa às 00:12
| Comentar

Leis de Nuremberga, 1935

Compenetrado da consciência de que a pureza do sangue alemão é a premissa da perpetuação do povo alemão, e inspirado pelo indomável desejo de assegurar o futuro da nação alemã, o Reichstag aprovou por unanimidade a seguinte lei, que é proclamada pelos presentes:

1. Os casamentos entre judeus e sujeitos de sangue alemão ou assimilado são proibidos.

2. As relações extramaritais entre judeus e sujeitos de sangue alemão ou assimilado são proibidas.

3. Os judeus não podem utilizar no serviço de suas casas as mulheres de sangue alemão ou assimilado com menos de quarenta e cinco anos de idade.

4. Fica proibido aos judeus usar as cores nacionais alemães. (...)

5. As infracções ao n.º 1 serão punidas com pena de prisão. (...)

 

J. Carpentier e F. Lebrun, História da Europa

 

  1. Relaciona a Lei de Nuremberga com a ideia racista de Hitler.
historia8alustosa às 00:12
| Comentar

A raça superior

A nossa concepção racista não acredita de forma nenhuma na igualdade. Pelo contrário, reconhece que há diversidade nas raças e que o seu valor é mais ou menos elevado. Sente assim a obrigação de favorecer a vitória do melhor e do mais forte, de exigir a subordinação dos piores e dos mais fracos.

A cultura e a civilização humanas estão, neste continente, indissoluvelmente, ligadas à existência do Ariano. (...)

A concepção racista corresponde à vontade mais profunda da natureza ao restabelecer o progresso pela selecção. Assim, um dia, uma Humanidade melhor, tendo conquistado o mundo, verá abrir-se livremente para si todos os domínios da actividade. (...)

O Judeu forma o mais marcante contraste com o Ariano. (...)

O Judeu não tem mínima capacidade para criar uma civilização (...). A sua inteligência nunca servirá para construir, mas sim para destruir (...). O progresso da Humanidade cumpre-se, não por ele, mas apesar dele. (...)

 

Adolf Hitler, Mein Kampf, 1925

 

  1. Esclarece o conceito de raça para Adolf Hitler.
  2. Identifica a raça superior e a raça inferior.
historia8alustosa às 00:11
| Comentar

Imperialismo e racismo

Exigimos (...) a reunião de todos os alemães numa Grande Alemanha (...). Exigimos territórios para a alimentação do nosso povo e o estabelecimento do excedente da sua população. Não pode ser cidadão senão aquele que faz parte do povo. Não pode ser cidadão senão aquele que faz parte do povo. Não pode fazer parte do povo senão quem for de sangue alemão (...). Por consequência, nenhum judeu pode fazer parte do povo.

 

W. Hofer, "Documentos", in Nacional-Socialismo

 

  1. Transcreve uma frase relativa a cada uma das características do regime nazi: o expansionismo e a teoria da existência de raças superiores e inferiores
  2. Identifica o povo repudiado pelos nazis.
historia8alustosa às 00:10
| Comentar

Hitler e o poder absoluto

O novo movimento é (...) antiparlamentar, ou seja, ele nega o princípio de uma soberania da maioria em virtude da qual o chefe de Governo é rebaixado à categoria de simples executante da vontade dos outros. O movimento defende o princípio de que, nas grandes como nas pequenas questões, o chefe detém uma autoridade incontestada, comportando a mais absoluta responsabilidade. Aquele que quer ser o chefe carrega, com a sua autoridade suprema e sem limite, o pesado fardo de uma responsabilidade total. Só um herói pode assumir esta função.

 

Adolf Hitler, Mein Kampf, 1923

 

  1.  Como deve ser o Fuhrer?
  2. Quais as suas funções?
historia8alustosa às 00:09
| Comentar

"Viva a Alemanha"

 

 

 

Cartaz de propaganda nazi, anos 30

 

  1.  Que mensagem transmite este cartaz?
historia8alustosa às 00:08
| Comentar

Hitler e a doutrina nazi

 

  1. Indica os princípios da doutrina nazi defendido por Hitler nos seus discursos.
historia8alustosa às 00:08
| Comentar

O Programa do Partido Nazi

1. Constituição de uma Grande Alemanha, reunindo todos os alemães com base no direito dos povos de disporem de si mesmos.

2. Revogação do Tratado de Versalhes. (...)

4. Apenas os cidadãos têm direitos cívicos. Para ser cidadão é necessário ter sangue alemão. Nenhum judeu pode ser cidadão. (...)

6. O direito de voto será reservado exclusivamente aos cidadãos.

7. Criação de um vasto sistema de reformas.

8. Os não cidadãos serão expulsos do Reich, caso o país não possa alimentar toda a população. (...)

22. Criação de um exército nacional. (...)

25. Criação de um poder central forte.

 

Do Programa do Partido Nazi (1920)

 

  1.  Que ideias são defendidas no Programa do Partido Nazi?
historia8alustosa às 00:07
| Comentar

Oposição a Hitler

Não havia um movimento de resistência nem poderia haver. Em parte nenhuma do Mundo se pode desenvolver um movimento de resistência quando as pessoas se sentem melhor, de dia para dia.

 

Entrevista a Emmi Bonhoffer, irmã de Dietrich Bonhoffer, líder da resistência a Hitler, em 1989

 

  1.  Qual a opinião de Emmi Bonhoffer a respeito da oposição a Hitler?
historia8alustosa às 00:06
| Comentar

Agrupamento de Escolas de Lousada Norte

Pesquisar

 

Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Cotações e critérios de c...

Preparação para o teste i...

Informação sobre o teste ...

Critérios específicos de ...

Teste intermédio 2011 Ver...

Teste intermédio 2011 Ver...

O salazarismo

O nazismo

A depressão económica

O fascismo

A ação dos governos repub...

As leis da República

A Constituição da Repúbli...

Economia portuguesa nos f...

As Reformas religiosas

Arte renascentista

A mentalidade Renascentis...

As novas rotas do comérci...

As condições para a Expan...

A Romanização

Guerra do Vietname: uma g...

A Guerra, RTP

A Guerra Colonial Portugu...

A vida de Mahatma Gandhi,...

Julgamento de Nuremberga,...

Hiroshima, Discovery Chan...

Filmes perdidos da 2.ª Gu...

Apocalipse da Segunda Gue...

Objetivos para o teste de...

A Censura e a polícia pol...

A acção da polícia políti...

A educação e a Mocidade P...

A Constituição de 1833

Salazar e o fascismo

Salazar, Salvador da Pátr...

Arquivos

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Ligações