Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Portugal democrático

Em obediência ao mandato que acaba de lhe ser confiado pelas Forças, (...) a Junta de Salvação Nacional, a que presido, contituída por imperativo de assegurar a ordem e de dirigir o País (...), assume perante o mesmo compromisso de:


(...) promover, desde já, a consciencialização dos Portugueses, permitindo plena expressão a todas a correntes de opinião, em ordem a acelerar a constituição das associações cívicas que hão-de polarizar tendências e facilitar a livre eleição, por sufrágio directo, de uma Assembleia Nacional Constituinte e a sequente eleição do Presidente da República; garantir a liberdade de expressão e de pensamento; (...).




Discurso do general António de Spínola, na apresentação da Junta de Salvação Nacional, 26 de Abril de 1974


 



  1. Indica os princípios democráticos presentes no discurso de António de Spínola (página 184 do manual).

historia8alustosa às 19:43
| Comentar

A Primavera Marcelista

Tomou hoje posse do seu cargo o novo chefe de Governo, Marcelo Caetano (...). Algumas frases traquilizam os sectores mais desconfiados: a política colonial não sofre alteração (...). Quanto à política interna, o discurso propõe como fórmula política para o futuro imediato a evolução na continuidade (...).


Largos sectores da opinião pública esperam do novo chefe do Governo uma política de abertura, a extinção da censura prévia à imprensa, o fim da polícia política, a autorização do funcionamento dos partidos políticos (...).


 


J. Hermano de Saraiva e Luísa Guerra, Diário da História de Portugal, Lisboa, 1998 


 



  1. Com base no documento, justifica a designação "Primavera Marcelista" atribuída aos primeiros anos do Governo de Marcelo Caetano (páginas 180 e 182).

historia8alustosa às 19:30
| Comentar

A descolonização e a Guerra Colonial

Quanto a nós, o caminho seguido define-se por uma linha de intregação num Estado unido, formado de províncias dispersas e constituído de raças diferentes (...). Nós cremos que há raças decadentes ou atrasadas, como se queria, em relação às quais partilhamos o dever de chamá-las à civilização.


 


António de Oliveira Salazar, Discursos, Coimbra, 1957


 



  1. A partir do documento, indica a posição do Estado Novo em relação à descolonização (página 178).

historia8alustosa às 19:26
| Comentar | Ver comentários (3)

Os princípios do Estado Novo

 



 


Cartaz da série A Lição de Salazar, de Martins Barata


 



  1. Identifica, no documento, os princípios ideológicos do Estado Novo (página 92).

historia8alustosa às 19:18
| Comentar | Ver comentários (8)

A doutrina nazi

A nossa concepção racista não acredita de forma nenhuma na igualdade. Pelo contrário, reconhece que há diversidade nas raças e que o seu valor é mais ou menos elevado. Sente assim a obrigação de favorecer a vitória do melhor e do mais forte, de exigir a subordinação dos piores e dos mais fracos (…).


O Judeu forma o mais marcante contraste com o Ariano (…).


 


Adolf Hitler, Mein Kampf, 1925


 



  1. Caracteriza os princípios da ideologia nazi presentes no documento (página 90 do manual).

historia8alustosa às 19:13
| Comentar | Ver comentários (14)

As ideologias totalitárias

Assinala com V as afirmações verdadeiras e com F as afirmações falsas:


 


1)    O totalitarismo assenta na ideia de um Estado forte e da existência de vários partidos.


2)    O fascismo italiano deu grande importância ao culto do chefe, a quem todos deviam obedecer.


3)    Hitler defendia o racismo, ou seja, a aceitação de todos os povos e raças.


4)    Durante o Estado Novo houve liberdade de imprensa e expressão.


5)    A Mocidade Portuguesa era uma organização juvenil que defendia os valores tradicionais.


6)    Em 1934, a União Nacional era o único partido político.


7)    Durante o Governo de Salazar a Constituição foi respeitada.


8)    Durante o Estado Novo os sindicatos continuavam a ser permitidos. 

historia8alustosa às 19:10
| Comentar | Ver comentários (12)

As consequências da crise económica


 


Família americana durante a Grande Depressão


 




  1. Tendo em conta o documento, aponta três consequências sociais causadas pela Grande Depressão (páginas 80 e 81).



historia8alustosa às 19:04
| Comentar | Ver comentários (14)

A crise dos anos 30

Para incitar os empresários a investir acena-se-lhes com o crédito fácil, a política do dinheiro fácil. Alguns aproveitam a facilidade do recurso ao crédito que lhes é concedido, não para criarem novas empresas, mas sim para especularem: compram-se acções na bolsa a contar com uma alta das cotações. A verdade é que quanto mais os especuladores compram, mais as acções sobem. Sem se darem bem conta do que haviam feito, nas vésperas de 1929, os bancos tinham emprestado somas enormes a especuladores que só poderiam reembolsá-los se se mantivesse, indefinidamente, a espiral crescente das cotações em Wall Street.


 


Jean-Luc Chalumeau, O Capitalismo


 




  1. Com base no documento, indica três motivos que contribuiram para a crise financeira de 1929 (página 80).



historia8alustosa às 18:58
| Comentar | Ver comentários (13)

As dificuldades da 1.ª República

Em Lisboa, no país inteiro, o ambiente político deteriorava-se vertiginosamente. Os governos sucediam-se a intervalos de meses, às vezes de dias. Não havia autoridade, nem coragem, para castigar quem se revoltava contra a Constituição. Falava-se em revoltas militares por todas as esquinas. (...) Era o descalabro.


Assim os monárquicos haviam aberto o caminho à República, os republicanos abriram-no à Ditadura. A brandura política e o duelo dos partidos tinham desorientado a opinião pública. Tudo se conjugava para criar no pais um ambiente propício à ideia de mudança.


 


Maurício de Oliveira, Diário de um Jornalista


 



  1. Com base no documento, indica três motivos do descontentamento em relação à República (página 48).

historia8alustosa às 18:51
| Comentar | Ver comentários (13)
Domingo, 22 de Maio de 2011

Objectivos para a Prova Global

Objectivos que deves atingir:


  • Compreender as grandes mudanças politicas, sociais e económicas introduzidas pelo regime republicano em Portugal (páginas 44 e 45 do manual).

  • Compreender o processo político, económico e social que conduziu ao fim da 1.ª República e à implantação de uma Ditadura Militar em Portugal (páginas 46 47, 48 e 49).

  • Distinguir os aspectos de ordem económica, política e social que estão na origem da afirmação dos regimes ditatoriais (páginas 80 e 84).

  • Identificar as principais características do fascismo (páginas 84, 85).

  • Identificar as características do nazismo (páginas 90, 91).

  • Distinguir as principais características do Estado Novo (páginas 92, 94, 96 e 98).

  • Descrever a afirmação da oposição perante o reforço do autoritarismo do regime salazarista (páginas 172 e 178).

  • Compreender as razões que conduziram à instauração de um regime democrático em Portugal (páginas 178, 180, 182).


Como deves preparar-te para a prova:



  • Lê as páginas do manual.

  • Realiza os exercícios das páginas 13, 14, 15, 16, 25, 27, 28, 29, 30, 31, 32, 33, 34, 57, 59, 60, 61 e 62 do caderno de actividades. Podes também resolver as questões das páginas 77, 78, 89, 90, 91, 92, 93, 94, 95, 96, 119, 121 e 122. 

historia8alustosa às 16:53
| Comentar

Matriz de Conteúdos da Prova Global

 


9º ano
Para copiar o documento, visita o endereço https://public.me.com/raulsilvamac, selecciona "Matriz 9º ano" e clica em "Download".

historia8alustosa às 11:45
| Comentar
Sábado, 7 de Maio de 2011

Guerra Colonial

 




  1. Pronuncie-se sobre a violência da Guerra Colonial.

  2. Refira as principais consequências da guerra.

historia8alustosa às 16:06
| Comentar

"A Guerra", de Joaquim Furtado

 




  1.  Refira as principais ideias sobre a Guerra Colonial apresentadas no documentário.

historia8alustosa às 16:04
| Comentar

Salazar e a Guerra Colonial

 




  1.  Indica a posição defendida por Salazar sobre a Guerra Colonial.

historia8alustosa às 15:54
| Comentar

Lições n.ºs 90 e 91

Que aprendizagens e competências vais desenvolver:



  • Leitura e interpretação de textos sobre a Guerra Colonial.

  • Leitura e interpretação de textos de António Oliveira Salazar e Amílcar Cabral sobre a colonização.

  • Observação e análise de gráfico relativo à evolução das forças portuguesas em Angola, na Guiné e em Moçambique.

  • Visionamento e análise de excertos do documentário "A Guerra" de Joaquim Furtado.

  • Leitura e interpretação de textos sobre o governo de Marcelo Caetano.


O que deves conseguir fazer no final da(s) aula(s):



  • Explicar a eclosão da Guerra Colonial e as suas implicações humanas e materiais.

  • Identificar o marcelismo como uma tentativa de democratização do regime feita a partir do seu interior.


Orientações para o teu estudo:



  • Resolver as questões 2 da página 179 e questões 1 e 3 da página 181 do manual.

historia8alustosa às 15:48
| Comentar
Quarta-feira, 4 de Maio de 2011

Lições n.ºs 87 e 88

Que aprendizagens e competências vais desenvolver:



  • Leitura e interpretação de textos sobre o tardio desenvolvimento económico português.

  • Observação e análise de gráfico relativo à evolução da população activa portuguesa de 1940 a 1981.

  • Observação e análise de um gráfico sobre a evolução da balança comercial portuguesa de 1926 a 1967.

  • Leitura e interpretação de textos sobre as dificuldades de subsistência da população portuguesa.

  • Observação e análise de um gráfico sobre a evolução da população analfabeta de 1960 a 2001.

  • Observação e análise de um gráfico relativo à evolução da emigração entre 1958 e 1974.

  • Observação de imagens da população portuguesa nas décadas de 50 e 60.


O que deves conseguir fazer no final da(s) aula(s):



  • Explicar o desenvolvimento industrial verificado nos anos 50 e 60.


Orientações para o teu estudo:



  • Resolver as questões 1, 3, 4 e 5 da página 175 do manual e questão 4 da página 177.

  • Realizar uma das actividades propostas no sítio da Internet da disciplina.


historia8alustosa às 15:26
| Comentar

Agrupamento de Escolas de Lousada Norte

Pesquisar

 

Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Cotações e critérios de c...

Preparação para o teste i...

Informação sobre o teste ...

Critérios específicos de ...

Teste intermédio 2011 Ver...

Teste intermédio 2011 Ver...

O salazarismo

O nazismo

A depressão económica

O fascismo

A ação dos governos repub...

As leis da República

A Constituição da Repúbli...

Economia portuguesa nos f...

As Reformas religiosas

Arte renascentista

A mentalidade Renascentis...

As novas rotas do comérci...

As condições para a Expan...

A Romanização

Guerra do Vietname: uma g...

A Guerra, RTP

A Guerra Colonial Portugu...

A vida de Mahatma Gandhi,...

Julgamento de Nuremberga,...

Hiroshima, Discovery Chan...

Filmes perdidos da 2.ª Gu...

Apocalipse da Segunda Gue...

Objetivos para o teste de...

A Censura e a polícia pol...

A acção da polícia políti...

A educação e a Mocidade P...

A Constituição de 1833

Salazar e o fascismo

Salazar, Salvador da Pátr...

Arquivos

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Ligações